Reflexão

A FÉ NÃO CONSISTE NA IGNORÂNCIA, MAS NO CONHECIMENTO.
João Calvino

domingo, 19 de fevereiro de 2012

A constituição do sistema escravista

     Foi para resolver o problema da escassez de mão-de-obra que ganhou impulso em toda a Grécia a escravização de estrangeiros capturados em guerra ou em atos de pirataria.
     A escravidão era conhecida no mundo antigo. Fazer guerra, vencer e escravizar inimigos eram práticas bastante corriqueiras. Nem o Egito nem a Mesopotâmia desconheciam a escravidão. Porém, ambos ignoravam o escravismo como sistema. Para egípcios, mesopotâmios e outros povos antigos, a escravidão jamais foi o eixo e a chave de suas organizações sociais, mas foi ambas as coisas para os gregos e, mais tarde, para os romanos. Afirmar que, para esses últimos, a escravidão foi o eixo e a chave de sua organização social equivale a dizer esta, sem a escravidão, não teria sido o que foi. Essa é a diferença entre sociedades que apenas tiveram escravos e sociedades que fizeram da escravidão um sistema. Para egípcios e mesopotâmios, extinguir a escravidão não implicaria desorganizar a sociedade.

Um comentário: